Autores

Bate-papo sobre YouTube e Literatura é atração da Bienal do Livro de Alagoas

Bate-papo sobre YouTube e Literatura é atração da Bienal do Livro de Alagoas

Na noite da última quinta-feira (5), a programação da 8ª Bienal do Livro de Alagoas teve um bate-papo interessante sobre uma temática curiosa: Literatura e YouTube. “Eu resolvi criar um canal no YouTube para fazer os comentários dos livros por não ter com quem conversar sobre os materiais lidos”, disse a YouTuber e uma das palestrantes, a booktuber Tamy Ghannan.

O bate-papo mediado por Fellipe Ernesto teve boa interação dos que estiveram presentes. Uma das participantes questionou a venda de livros e a resistência de promoções. “O livro não é apenas um meio para transmissão de cultura. Ele é um objeto de consumo e, como tal, está suscetível a ofertas de marketing. Eu sou capaz de citar autores internacionais, mas conto nos dedos os que conheço daqui. Tudo isso por sermos influenciados por esse marketing”, disse.

A estudante de jornalismo Letícia Cardoso disse que se motivou a participar do bate-papo pela proposta da discussão que eles trouxeram, a de falar do novo universo dos booktubers YouTubers que fazem resenha de livros e que podem influenciar a literatura. “Escrevi um artigo para o Intercom recentemente sobre digital influencer, é um nicho atual, uma realidade que a gente vive, e eu consumo YouTube, daí achei que seria interessante ouvir sobre a discussão”, comentou.

O canal de Tamy é o LiteraTamy e já conta com mais de 60 mil inscritos no YouTube. Para conhecer basta clicar aqui.

Deriky Pereira – jornalista

Fotos: Manuel Henrique

Bate-papo sobre YouTube e Literatura é destaque na Bienal do Livro de Alagoas (Foto - Manuel Henrique)

Faça seu comentário

*Nota: Seu e-mail será mantido em segredo e não será publicado